KÉFIR
Saúde

KÉFIR

Kefir é uma bebida fermentada, normalmente preparada à base de leite. A palavra kefir originou-se da palavra turca “Keif”, que significa “bom sentimento”. O uso do kefir data de muitos séculos em pastores do Cáucaso, que transportavam o leite em bolsas de couro, onde este fermentava num iogurte borbulhante e azedo.
O kefir é uma bebida bastante popular na Russia, que dependendo do grau de fermentação, pode tornar-se inclusive ligeiramente borbulhante e alcoólica. O kefir pode ser obtido a partir de leite de vaca, leite de cabra ou leite de ovelha.
As vitaminas C e B presentes no leite são aumentadas durante o processo de fermentação – seja qual for o tipo de fermentação.
Elie Metchnikoff, um biólogo ganhador do prêmio Nobel, do Instituto Pasteur, foi o primeiro a sugerir – em 1908 – que os lactobacilos poderiam neutralizar os efeitos da putrefação no metabolismo gastrointestinal. Ele atribuiu a vida longa e saudável dos moradores do Cáucaso ao seu largo consumo de leite azedo. Nos dias de hoje o interesse pelas pesquisas em probióticos é cada vez maior, e aí se inclui o interesse por bebidas fermentadas como o kefir.

A Cultura do Kefir

Existem dois tipo de kefir:
Kefir de água, pequenos grãos transparentes que fermentam em água ligeiramente adoçada
Kefir de leite, grãos brancos ou levemente beges, que se parecem um pouco com couve-flor amolecida e fermentam o leite
O kefir é uma cultura viva, uma simbiose complexa de mais de 30 tipos de microflora que formam grãos ou estruturas parecidas com a flor da couve-flor no leite. Confome essas culturas fermentam o leite, essas estruturas crescem, criando novos grãos no processo. O verdadeiro kefir, de culturas vivas, é um processo infinito de auto-propagação.
Por conta da presença de tantos microorganismos benéficos, o kefir é considerados por muitos um antibiótico natural – povoando nosso organismo com bactérias do bem, não sobra espaço para bactérias causadoras de doenças, é uma equação fácil de entender!Os microorganismos presentes no kefir incluem bactérias do ácido lático, Lactococcus lactis subsp. lactis, Streptococcus thermophilus, Lb delbrueckii subsp. bulgaricus, Lb helveticus, Lb casei subsp. pseudoplantarum, e Lb brevis, uma variedade de fermentos como Kluyveromyces, Torulopsis, e Saccharomyces, bactérias de ácido acético, entre outras. Eles dão ao kefir grandes qualidades, que impedem o leite de ser colonizado por bactérias nocivas. Já foi observado em testes de laboratório que os microorganismos do kefir têm o poder de inibir os patógenos da salmonella e do E.coli.

 

Kefir e SaúdeO kefir temmuitos benefícios à saúde já conhecidos. Ele tem propriedades antivirais e antifúngicas. Tem sido usado como parte do tratamento de uma grande variedade de problemas, como desordens metabólicas, arteroesclerose, alergias, tuberculose, câncer, má digestão, candidíase, osteoposose, hipertensão, AIDS e problemas cardíacos. Você pode até achar esquisito que uma bebida contendo fermentos seja capaz de combater a candidíase, mas o kefir realmente ajuda no problema, restaurando a flora intestinal e porque alguns elementos de sua microflora matam a Candida Albicans. Nem fodos os produtos fermentados são realmente estragados e prejudiciais à saúde.
Além das bactérias benéficas, o kefir contém muitas vitaminas, minerais, aminoácidos e enzimas, principalmente o kefir preparado a partir do leite cru. O kefir é particularmente rico em cálcio, fósforo, magnésio, vitaminas B2 e B12, vitamina K, vitamina A e vitamina D. O triptofano, um aminoácido essencial, é abundante no kefir e é reconhecido por seus efeitos relaxantes do sistema nervoso. Também porque o kefir é rico em cálcio e magnésio, minerais importantes para a saúde neurológica, seu uso rotineiro na dieta pode ter efeitos calmantes.
A abundância de enzimas traz ainda mais benefícios, especialmente àqueles que possuem intolerância à lactose. Muitos que não conseguem tomar leite, conseguem consumir kefir e iogurte normalmente, desde que o kefir e o iogurte sejam preparados a partir de leite cru.
O kefir é simples e barato de se preparar em casa
O kefir restaura de maneira eficiente a flora intestinal, principalmente após o uso de antibióticos
Você pode usar o kefir no preparo das mais deliciosas vitaminas, substituindo o leite. As crianças vão adorar!!
O consumo rotineiro do kefir melhora a imunidade
O kefir é um alimento excelente para grávidas e lactentes
O kefir não é comercializado em supermercados e lojas de produtos naturais. Você ganha o kefir de quem já tem e você doa kefir quando o seu começa a crescer. No momento eu tenho kefir de leite numa quantidade que poderia doar para umas poucas pessoas.
Grávidas podem e DEVEM consumir kefir e outras bebidas fermentadas regularmente. Faz um bem enorme para ela e para o bebê!
Como introduzir o kefir na dieta de crianças e adultos?
Algumas pessoas não acham dificuldade alguma em introduzir kefir e outros alimentos fermentados em sua dieta, já outras pessoas preferem fazer a introdução de forma gradativa. Algumas pessoas também podem ter algum tipo de sensibilidade à produtos lácteos, mesmo os fermentados, então a introdução do kefir, principalmente o de leite, deve ser feita de forma lenta e gradativa.
Se você toma vitaminas no café da manhã ou na hora do lanche, uma boa idéia pode ser substituir o leite por kefir ou iogurte. Se para você a substituição total, de uma hora para outra, pode soar radical demais, comece usando pequenas partes de kefir ou iogurte para outras tantas partes de leite. Com o tempo o ideal é você diminuir a quantidade de leite e aumentar a proporção de iogurte ou kefir no preparo da vitamina, até que um dia o leite desaparece da receita.
Qual a diferença entre kefir e iogurte? Tanto o iogurte como o kefir são bebidas à base de leite fermentado por culturas lácteas, porém as culturas no iogurte e no kefir são diferentes. O iogurte tem o poder de manter “limpo” o sistema gastro-intestinal, enquanto o kefir vai além e coloniza de forma efetiva o sistema gastro-intestinal com bactérias benéficas.
No kefir você encontra uma variedade maior de lactobacilos benéficos, alguns dificilmente encontrados em iogurtes comuns. Além de tudo o kefir é ainda mais fácil de digerir do que o iogurte, que já é tido como um excelente alimento no auxílio da digestão.
Como usar o kefir?É comum entre os “criadores” de kefir a doação de parte de seus grãos que vão crescendo. O crescimento dos grão é alimentado pelo leite. Você deve cultivar e cuidar dos grãos diariamente, em troca, a cada dia, você ganha uma bebida mágica, que inunda seu organismo de substâncias e microorganismos maravilhosos!
Quando você ganha grãos de kefir, sejam eles de água ou de leite, eles virão embebidos no líquido (água ou leite). A cada dia você deve peneirar esta mistura. O que cai da peneira será a sua bebida, o seu tônico da saúde diário. O que fica na peneira são os grãos de kefir, que você deve colocar de volta num recipiente fundo de vidro e completar com leite. No caso do kefir de água, a água adicionada deve conter uma pequena pitada de mel ou rapadura ralada – é deste açúcar principalmente que os microorganismos se alimentarão. Use peneiras e colheres de plástico e não se esqueça que o recipiente deve ser de vidro e lavado toda vez que fizer a troca da água ou leite, peneirando os grãos. O vidro em que estão meus grãos de Kéfir são cobertos com um tecido, pois os grãos não podem ficar fechados. Eu coloco um elástico em volta da boca do vidro para que nenhum bichinho venha passear no kéfir. Para evitar as formigas eu coloco o vidro em um prato com água.
E para deixar meu kéfir light eu uso leite desnatado.
Espero que esta matéria seja útil a você. Vamos caminhar para uma alimentação mais saudável.
Tirei esta matéria neste link: http://pat.feldman.com.br/?p=6631

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *